04/07/2014

Um pouco de escrita


 A vida pode ser extremamente cotidiana, mas você pode ter uma oportunidade que mude sua vida. Os livros trabalham muito isso de o protagonista perder o chão, se ver perdido e não encontrar um equilíbrio. Nesses enredos, chega um momento em que o personagem perde seu porto seguro e se sente desamparado mas responsável por tudo que tem que ser feito ao seu redor. 
 Como se em um piscar de olhos o personagem tivesse que passar por cima de medos, traumas, angústias e estar alí, pronto pra resolver tudo e esclarecer o mundo a todos.
O protagonista não pode falhar porque a sociedade não aceita sorrisos tortos. E o protagonista pode sofrer, mas isso apenas sozinho, só ele e o travesseiro porque no mundo ele deve sorrir, afirmar, participar e desenvolver qualquer desafio, mesmo que morra por isso.
 E, na maioria das vezes esse é  o protagonista que tem que mudar pra outra casa que ele não conhece, tem que abandonar os conhecidos, tem que desenvolver o que ele nunca soube como lidar e tudo o que antes ele se negava a fazer por medo ou por não acreditar ser capaz, agora ele tem que coordenar. E, é assim que geram livros e histórias. E na reviravolta das vidas... porque enfim, a vida surpreende!!!

2 comentários:

  1. Sim, é assim que gera livros e enredos magníficos com tramas maravilhosas!

    Ai adorei esse texto, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E assim é a vida, Camila.... beijos, obrigada!!!

      Excluir