23/08/2017

Movimente-se

Imagem da internet

Sim... a ideia é se movimentar! Gaby Muñoz apresentou uma oficina na Universidade de Brasília e deixou claro que é importante se movimentar e não parar. Se você não está compreendendo o que está acontecendo: movimente-se. Se você quer transmitir uma mensagem a alguém: movimente-se. Não vai adiantar ficar parado. É possível perceber que muitas pessoas ficam depressivas com a rotina e perdem um pouco a alegria de viver porque a vida esmaga nossos pensamentos e nossa animação. Por isso é importante movimentar.

Motivação do dia!!


"Quando você se supera, você se torna mais forte. Aquele seu grande objetivo passa a ser sua baseline. E você está pronto para os próximos desafios. Todos os dias. E isso nunca poderá ser para os outros. Seus entes queridos podem ser motivos secundários, apoio, lembranças, sustentação. Mas grandes projetos têm que ser, no fundo, por nós mesmos, depois pelos outros"

20/06/2017

Dupla jornada

     Hoje vou escrever de uma maneira diferente, não costumo escrever na primeira pessoa nem contar minhas experiências, mas vou publicar uma postagem que pode ser útil para muitas pessoas:

Quando decidi cursar duas graduações ao mesmo tempo tive dúvidas. Perguntei a opinião de poucas pessoas, em que uma falou para não fazer e as demais preferiram não interferir na minha decisão. Claro que é mais cansativo, mesmo porque na verdade também trabalho em dois lugares. Mas hoje venho para deixar minha experiência para quem pensa algo a respeito e tem dúvidas. Já estou no sétimo semestre de linguagens na Universidade de Brasília e finalizei um semestre de Ciências Econômicas na Universidade do Distrito Federal. Quanto à experiência de estudar as duas ao mesmo tempo, só tenho uma coisa a dizer:
.... Não podia ter feito nada melhor na minha vida. Foi a minha melhor escolha!!


06/06/2017

Relembrando!!!

Em 03 de junho de 2015 foi postado aqui a Gramática do Joãozinho e hoje é dia de relembrar:

GRAMÁTICA DO JOÃOZINHO

Aí a professora começou a aula. Perguntou para o Joãozinho
 - Joãozinho, me dê um exemplo de verbo.
Joãozinho: "BICICRETA", fessora.
Professora: Joãozinho, não é bicicreta, é BICICLETA! E isto não é verbo, é substantivo, agora dê outro exemplo de verbo.
Joãozinho: "CREBRÔ", fessora.